terça-feira, 30 de maio de 2017



XX Concurso de Contos Alípio Mendes
1. As inscrições serão abertas no dia 29/05/2017 e encerradas no dia 31/08/2017.
2. Poderão participar do Concurso todas as pessoas radicadas em território nacional.
3. Cada participante poderá concorrer com apenas um trabalho, inédito, obrigatoriamente escrito em Língua Portuguesa.
4. O trabalho deverá ser datilografado ou digitado, numa só face, com o máximo de 3 (três) laudas, não constando o nome do autor, apenas o pseudônimo e o título do conto.
5. As 6 (seis) cópias, acompanhadas de uma sobrecarta fechada, contendo, em seu interior, a identificação do candidato (nome, endereço completo, telefone e e-mail) e, na parte externa, o título do conto e o pseudônimo do concorrente, deverão ser entregues na sede do Ateneu, ou remetidas para:
ATENEU ANGRENSE DE LETRAS E ARTES
XX CONCURSO DE CONTOS “ALÍPIO MENDES”
Caixa Postal: 73.325
Praça Guarda Marinha Greenhalgh, 59         
São Bento, Angra dos Reis–RJ - Cep. 23900-240

6. Para todos os efeitos legais, os participantes do presente concurso se declaram os legítimos autores dos contos inscritos e garantem o ineditismo dos mesmos, isentando o Ateneu Angrense de Letras e Artes de qualquer reclamação ou demanda que, porventura, venha a ser apresentada em juízo ou fora dele.
7. Serão concedidos troféus e certificados de classificação aos autores dos 3 (três) melhores contos e certificado de Menção Honrosa aos classificados do 4º ao 10º lugar.
8. Os autores dos contos classificados nos 3 (três) primeiros lugares, bem como os componentes da Comissão Julgadora, que residam fora de Angra dos Reis, terão direito à pernoite com acompanhante (intransferível), no dia da cerimônia de encerramento do concurso.
9. Os contos classificados nos 3 (três) primeiros lugares serão publicados na Revista do AALA.
10. A Comissão Julgadora será constituída a convite da Comissão Organizadora.
11. Os participantes classificados terão ciência da decisão da Comissão Julgadora através de correspondência.
12. A entrega dos prêmios acontecerá, em sessão solene, no dia 14/10/2016, às 19h30min, no Teatro Municipal Dr. Câmara Torres, em Angra dos Reis.
13. O ATENEU ANGRENSE DE LETRAS E ARTES se reserva o direito de publicar os trabalhos classificados.
14. Os trabalhos não serão devolvidos.
15. Ao fazer sua inscrição, o concorrente estará aceitando os termos deste Regulamento, ficando sujeito à desclassificação pelo não cumprimento do mesmo.
16. Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão Organizadora.
17. Os membros da Comissão Organizadora não poderão participar do concurso.

quarta-feira, 17 de maio de 2017



Ateneu Angrense de Letras e Artes

XXXIII Concurso de Poesia Brasil dos Reis

REGULAMENTO

O Concurso de Poesia “Brasil dos Reis” tem por finalidade estimular a produção poética e incentivar a Cultura.
INSCRIÇÃO
1) Será aberta em 05/06/2017 e encerrada em 15/12/2017.
2) Pode participar do concurso qualquer pessoa residente em território nacional ou em país em que a Língua Portuguesa seja oficial.
3) O trabalho, em envelope fechado, sem identificação externa, poderá ser enviado pelo correio ou entregue diretamente na sede do Ateneu:
Ateneu Angrense de Letras e Artes
XXXIII Concurso de Poesia “Brasil do Reis”
CAIXA POSTAL: 73.325
Praça Guarda Marinha Greenhalgh, 59
Angra dos Reis-RJ • CEP. 23900-240
** (Como remetente, usar a mesma inscrição do destinatário)
4) Cada participante pode concorrer com um único trabalho, inédito, sendo que, para verso livre, será observado o máximo de trinta versos; é facultado, excepcionalmente, ao residente em Angra dos Reis, participar com um tema Regional ou um Nacional.
5) O trabalho deverá ser apresentado em 6 (seis) cópias, digitado em tamanho 12, contendo apenas o título e o pseudônimo do autor, acompanhado de sobrecarta identificadora, fechada, com o tema e o pseudônimo do autor na parte externa e, em seu interior, o pseudônimo, o nome do autor, o endereço correspondente, inclusive e-mail e telefone.
6) Para todos os efeitos legais o participante do presente concurso declara ser o legítimo autor do poema inscrito e garante o ineditismo do mesmo, responsabilizando-se e isentando o Ateneu Angrense de Letras e Artes de qualquer reclamação ou demanda que, porventura, venha a ser apresentada em juízo ou fora dele.


TEMA E MODALIDADE

7) Para os concorrentes residentes em Angra dos Reis, Mangaratiba, Paraty, Itaguaí e Rio Claro, os temas são:
SONETO: DELÍRIO
VERSO LIVRE: SONHO

8) Para os demais concorrentes os temas são:
SONETO: AUSÊNCIA
VERSO LIVRE: CRIANÇA

OBSERVAÇÃO: No desenvolvimento do tema, é permitida a variação de número (plural).
 

JULGAMENTO

9) A Comissão Julgadora das poesias, indicada pela coordenação do concurso, selecionará os 10 (dez) melhores trabalhos em cada tema, classificando-os com pontuação de 1 (um) a 10 (dez).

10) Os participantes cujos trabalhos forem classificados terão ciência do resultado, através de correspondência, telefone ou e-mail.

11) Os 3 (três) primeiros participantes cujos trabalhos forem classificados, devem indicar previamente os intérpretes de suas poesias para a apresentação na noite da premiação.

PREMIAÇÃO

12) Receberão troféu e certificado de classificação os autores dos 3 (três) melhores trabalhos, em cada tema, e certificado de menção honrosa os autores com trabalhos classificados do 4º ao 10º lugar.

13) Os 3 (três) primeiros trabalhos classificados, em cada tema, participarão do Concurso de Interpretação.

14) O intérprete primeiro classificado, em cada tema, será premiado com troféu e certificado.

15) A entrega dos prêmios e a interpretação dos melhores trabalhos acontecerão, em sessão solene, no dia 05/05/2018, em local e horário a serem divulgados oportunamente.

16) Os poemas classificados não poderão ser divulgados antes da premiação.

17) Os 10 (dez) melhores trabalhos de cada tema serão publicados pelo Ateneu Angrense de Letras e Artes.

18) Os autores dos 3 (três) melhores trabalhos, em cada tema, bem como seus respectivos intérpretes, terão direito à hospedagem (pernoite para 2 pessoas - intransferível), no dia da premiação, desde que não  sejam residentes em Angra dos Reis.

DIREITOS

19) O ATENEU ANGRENSE DE LETRAS E ARTES reservará para si o direito de publicar as poesias classificadas.

20) Os trabalhos inscritos não serão devolvidos.

21) Ao fazer sua inscrição, o concorrente estará aceitando os termos deste Regulamento, ficando sujeito à desclassificação pelo não cumprimento do mesmo.

22) Os casos omissos serão resolvidos pela comissão organizadora.

23) Não poderão participar do concurso os membros das comissões organizadora e julgadora das poesias.


segunda-feira, 10 de abril de 2017



RESULTADO/CLASSIFICAÇÃO PARTICIPANTES
XXXII Concurso de Poesia Brasil dos Reis
(Teatro Municipal: Solenidade de premiação: 06 de maio de 2017 – 19h)


Tema Regional para Soneto: RELÍQUIA

- 1 ° LUGAR: Neusa Aparecida Moreira Maia
SONETO: História
Angra dos Reis-RJ

- 2° LUGAR: Rita Lopes
SONETO: Relíquia
Angra dos Reis-RJ

- 3° LUGAR: Silvia Alice de Carvalho Soares
SONETO: Relíquia secreta
Angra dos Reis-RJ


Tema Regional para Verso Livre: CAMINHO

- 1 ° LUGAR: Ana Maris de Figueiredo Ribeiro
POEMA: Caminho
Angra dos Reis-RJ

- 2 ° LUGAR: Fátima Rodrigues Lage
POEMA: Caminho de volta
Angra dos Reis-RJ

- 3 ° LUGAR: Carlos Magno Ribeiro
POEMA: Meu caminho, seu corpo
Angra dos Reis-RJ

- 4 ° LUGAR: Vvian Bitencourt Amorim
POEMA: Caminho que segue
Angra dos Reis-RJ

- 5 ° LUGAR: Leilda Pereira Leone
POEMA: A caminho
Rio Claro-RJ

- 6 ° LUGAR: Leandro E. da Silva
POEMA: Sob a terra
Angra dos Reis-RJ

- 7 ° LUGAR: Nicanor Pires de Aguiar
POEMA: Sucessos e incertezas
Angra dos Reis-RJ


- 8 ° LUGAR: Maria José Moreira Dias
POEMA: Caminho
Angra dos Reis-RJ

- 9 ° LUGAR: Adriana de Sousa Dantas
POEMA: Meus caminhos
Angra dos Reis-RJ

- 10 ° LUGAR: Leaci Fernandes Machado
POEMA: Seja sol
Angra dos Reis-RJ


Tema Nacional para Soneto: CIRANDA

- 1 ° LUGAR: Arlindo Tadeu Hagen
SONETO: Ciranda das gerações
Juiz de Fora-MG

- 2 ° LUGAR: Maria Madalena Ferreira
SONETO: Ciranda versus saudade
Magé-RJ

- 3 ° LUGAR: José Tavares de Lima
SONETO: A sonhada ciranda da menina
Juiz de Fora-MG

- 4 °LUGAR: Antônio Roberto de Carvalho
SONETO: Ciranda da vida
São Paulo-SP

- 5 ° LUGAR: Antônio Carlos T. Pinto
SONETO: Dança de Roda
Quadra 1311 / Bloco H / Ap. 206
Cruzeiro Novo, Brasília-DF
CEP: 70658-308 - (61) 3233-2077

- 6 ° LUGAR: Cléber Roberto de Oliveira
SONETO: Folhas ao vento
São João de Meriti-RJ

- 7 ° LUGAR: Edmar Japiassu Maia
SONETO: O cochilo do sol
Nova Friburgo-RJ

- 8 ° LUGAR: José Messias Braz
SONETO: Natal dos mercadores
Sete Lagoas-MG

- 9 ° LUGAR: Wanda de Paula Mourthé
SONETO: Ciranda do tempo
Belo Horizonte-MG

- 10 ° LUGAR: Gilson Faustino Maia
SONETO: Recordações
Petrópolis-RJ


Tema Nacional para Verso Livre: MORADA

- 1 ° lugar: Antônio Rosalvo Accioly
POEMA: Moradas do coração
Nova Friburgo-RJ

- 2 ° lugar: Cecy Barbosa Campos
POEMA: Migrações
Juiz de Fora-MG

- 3 ° lugar: Sarah de Oliveira Passarella
POEMA: Velha morada
Campinas-SP

- 4 ° lugar: Luiza de Figueiredo Federighi
POEMA: Casa triste
Campinas-SP

- 5 ° lugar: Henriqueta Padilha Guimarães
POEMA: Tão longe
Niterói-RJ

- 6 ° lugar: Valter Rodrigues Mota                                                                                    
POEMA: Meu lugar
Taubaté-SP

- 7 ° lugar: Carlos Henrique Batista da Costa
POEMA: Na minha morada
Quinta do Anjo, Palmela - Portugal

- 8 ° lugar: José Airton Mellega
POEMA: Minha morada
Piracicaba-SP

- 9 ° lugar: Marly Prates
POEMA: Corpo – Morada da vida
Niterói-RJ

- 10 ° lugar: Abílio Kac
POEMA: Morada cigana
Gávea-RJ

terça-feira, 4 de outubro de 2016




XIX Concurso de Contos “Alípio Mendes”
(Solenidade: 08 de outubro de 2016 – Teatro Municipal: 19h)

CLASSIFICAÇÃO:
1° LUGAR: Renato Guilherme de Oliveira Cunha (Angra dos Reis-RJ)
CONTO: A FAZENDA

2° LUGAR: Lourdes Vivian Alexius (PR)
CONTO: O MIMO

3° LUGAR: Thiago Oliveira de Carvalho (RJ)
CONTO: DEZESSEIS

4° LUGAR: Sueli Marques Messias (Angra dos Reis-RJ)
CONTO: Tempo de renascer

5° LUGAR: Miguel Renato Boechat (RJ)
CONTO: Mãe! Eu tô com medo

6° LUGAR: Rita de Cássia Lopes Dardengo (Angra dos Reis-RJ)
CONTO: A LENDA DA TOCA DA SEREIA

7° LUGAR: Júlio César Garcia (RJ)
CONTO: MENINO JESUS
 
8° LUGAR: Rose Lopes (Angra dos Reis-RJ)
CONTO: O meu pôr do sol (Angra dos Reis-RJ)

9° LUGAR: João Lisboa Cotta (MG
CONTO: O brilho muito além

10° LUGAR: João Marcos Bernardes Barra (Angra dos Reis-RJ)
CONTO: Como se fosse o último dia

terça-feira, 2 de agosto de 2016



 

              O ATENEU ANGRENSE              DE LETRAS E ARTES



comunica que foram prorrogadas até o dia 31/08/2016, as inscrições para o XIX Concurso de Contos “Alípio Mendes”.  Maiores informações na sede do Ateneu Angrense ou pelo telefone:
     (24) 3365-4965.

quarta-feira, 22 de junho de 2016

XIX Concurso de Contos Alípio Mendes





Ateneu Angrense de Letras e Artes
                                                                            
XIX Concurso de Contos Alípio Mendes

1. As inscrições serão abertas no dia 25/05/2016 e encerradas no dia 29/07/2016.
2. Poderão participar do Concurso todas as pessoas radicadas em território nacional.
3. Cada participante poderá concorrer com apenas um trabalho, inédito, obrigatoriamente escrito em Língua Portuguesa.
4. O trabalho deverá ser datilografado ou digitado, numa só face, com o máximo de 3 (três) laudas, não constando o nome do autor, apenas o pseudônimo e o título do conto.
5. As 6 (seis) cópias, acompanhadas de uma sobrecarta fechada, contendo, em seu interior, a identificação do candidato (nome, endereço completo, telefone e e-mail) e, na parte externa, o título do conto e o pseudônimo do concorrente, deverão ser entregues na sede do Ateneu, ou remetidas para:
ATENEU ANGRENSE DE LETRAS E ARTES
XVII CONCURSO DE CONTOS “ALÍPIO MENDES”
Caixa Postal: 73.325
Praça Guarda Marinha Greenhalgh, 59
São Bento, Angra dos Reis–RJ - Cep. 23900-240
6. Para todos os efeitos legais, os participantes do presente concurso se declaram os legítimos autores dos contos inscritos e garantem o ineditismo dos mesmos, isentando o Ateneu Angrense de Letras e Artes de qualquer reclamação ou demanda que, porventura, venha a ser apresentada em juízo ou fora dele.
7. Serão concedidos troféus e certificados de classificação aos autores dos 3 (três) melhores contos e certificado de menção honrosa aos classificados do 4º ao 10º lugar.
8. Os autores dos contos classificados nos 3 (três) primeiros lugares, bem como os componentes da Comissão Julgadora, que residam fora de Angra dos Reis, terão direito à pernoite com acompanhante (intransferível), no dia da cerimônia de encerramento do concurso.
9. Os contos classificados nos 3 (três) primeiros lugares serão publicados na Revista do AALA.
10. A Comissão Julgadora será constituída a convite da Comissão Organizadora.
11. Os participantes classificados terão ciência da decisão da Comissão Julgadora através de correspondência.
12. A entrega dos prêmios acontecerá, em sessão solene, no dia 03/09/2016, às 19h30min, no Teatro Municipal Câmara Torres, em Angra dos Reis.
13. O ATENEU ANGRENSE DE LETRAS E ARTES se reserva o direito de publicar os trabalhos classificados.
14. Os trabalhos não serão devolvidos.
15. Ao fazer sua inscrição, o concorrente estará aceitando os termos deste Regulamento, ficando sujeito à desclassificação pelo não cumprimento do mesmo.
16. Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão Organizadora.
17. Os membros da Comissão Organizadora não poderão participar do concurso.

terça-feira, 15 de março de 2016



 RESULTADO/CLASSIFICAÇÃO PARTICIPANTES
XXXI Concurso de Poesia Brasil dos Reis
                    

Tema Regional para Soneto: VELA

- 1 ° lugar:Neusa Aparecida Moreira Maia: “Iluminação” (Angra dos Reis)
- 2° lugar: Rita Lopes: “Barco à vela” (Angra dos Reis)
- 3° lugar: Severino Belló: “Vela que chegou do mar” (Angra dos Reis)

Tema Regional para Verso Livre: ENCONTRO

- 1 ° lugar: Leilda Pereira Leone: “Último encontro” (Rio Claro)                                                           
- 2 ° lugar: Ana Maris Ribeiro: “Encontro enigmático” (Angra dos Reis)
- 3 ° lugar: Marcello Mansell: “Encontro ao luar” (Angra dos Reis)
- 4 ° lugar: Denise Constantino Fonseca: “Encontro no espelho” (Angra dos Reis)
- 5 ° lugar: Silvia Alice de Carvalho Soares: “Encontrar-me... Eis a questão” (Angra dos Reis)
- 6 ° lugar: Adriana de Souza Dantas: “Encontros” (Angra dos Reis)      
- 7 ° lugar: Vinícius Gouvêa de Carvalho: “O cavalheiro e a princesa” (Angra dos Reis)
- 8 ° lugar: Nicanor Pires de Aguiar: “Sonhos e expectativas” (Angra dos Reis)
- 9 ° lugar: Leaci Fernandes Machado: “O fim por final” (Angra dos Reis)
- 10 ° lugar: Carlos Magno Ribeiro: “Te procuro” (Angra dos Reis)

Tema Nacional para Soneto: OLHAR

- 1 ° lugar: Antônio Roberto de Carvalho: “O olhar do perdão” (São Paulo)
- 2 ° lugar: José Tavares de Lima: “O milagre do teu olhar” (Juiz de Fora)
- 3 ° lugar: José Henrique da Costa: “Quando a inocência é quem paga” (Magé)
- 4 ° lugar: Antônio Carlos Teixeira Pinto: “A voz do olhar” (Brasília)
- 5 ° lugar: Fernando Garcia: “Meigo olhar” (Brasília)
- 6 ° lugar: Edmar Japiassú Maia: “Arte” (Nova Friburgo)
- 7 ° lugar: Renato Alves: “Um não-sei-quê em teu olhar” (Rio de Janeiro)
- 8 ° lugar: Gilson Faustino Maia: “O olhar do pai e do mendigo” (Petrópolis)
- 9 ° lugar: Cléber Roberto de Oliveira: “Um olhar mais que inesquecível” (São João de Meriti)
- 10 ° lugar: João Baptista Coelho: “Amar...” (Portugal)

Tema Nacional para Verso Livre: LUZ

- 1 ° lugar: Maria Emília Xavier: “O presente” (Rio de Janeiro)
- 2 ° lugar: Cecy Barbosa Campos: “Fiat Lux” (Juiz de Fora)
- 3 ° lugar: Abílio Kac: “Luz da vida” (Rio de Janeiro)
- 4 ° lugar: Lucília Alzira Trindade Decarli: “Recomeço” (Paraná)
- 5 ° lugar: Antônio Rosalvo Accioly: “Sementes” (Nova Friburgo)
- 6 ° lugar: Sônia Maria Sobreira da Silva: “Luz da esperança” (Rio de Janeiro)
- 7 ° lugar: Sarah de Oliveira Passarella: “Precisa-se de luz” (São Paulo)
- 8 ° lugar: Larissa Pereira de Aragão: “Amanheça” (São Paulo)
- 9 ° lugar: Solange Firmino de Souza: “Noturno” (Rio de Janeiro)
- 10 ° lugar: Ruth Farah Nacif Lutterback: “Luz é sempre luz” (Cantagalo)